Inconstâncias

Estou bem. Estou calma e em paz. Olho pela janela e vejo o sol a brilhar. Percebo que é exactamente assim que me sinto: luminosa, radiante, poderosa… Sim, isso mesmo. Poderosa!

Lembro-me de ti e sinto-me forte, nada me pode abalar, nada me pode deitar abaixo, porque tu estás aqui e isso é suficiente. Tenho tudo! Mas o ser humano é inconstante. Agora estamos bem, mas… E daqui a um minuto? Ainda o estaremos?!
Um gesto na hora errada, uma palavra menos acertada, pode mudar tudo. Tudo o que queremos, o que pensamos, o que sentimos.

Então, é nesse momento que o sol quente e resplandecente dá lugar a nuvens carregadas, escuras e cinzentas. A minha alegria é agora, tão somente uma miragem. Foi embora, acompanhou o sol. Há um minuto tinha tudo e agora… Agora não tenho nada!

Mas tu não entendes… A minha força está contigo. Se ficares, ela não me abandona. Se partires, ela parte contigo. Na verdade, não és só tu. O mundo inteiro está demasiado concentrado em si mesmo, a olhar para o seu umbigo, para conseguir entender o sofrimento alheio. Por isso, mesmo quando o nosso mundo são tristes nuvens negras, temos que fazer com que brilhe o sol que há em nós, nem que seja aos olhos dos outro.

E assim,  cá estou eu. A chorar por dentro, desfeita, a sentir o chão a fugir por debaixo dos meus pés. Mas, para o mundo, tenho um sorriso luminoso, enorme e resplandecente. Tal como o sol!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Estatísticas

  • 3,586 Visitas

Entradas Mais Populares

%d bloggers like this: